Pilates para escoliose: uma ajuda preciosa

O pilates tem inúmeros benefícios e aplicações. Uma das áreas de actuação mais importante relaciona-se com as dores nas costas. O pilates para escoliose ajuda a corrigir e a minimizar os efeitos da escoliose e de outros problemas na coluna vertebral. Mas, antes de enumerar os benefícios do pilates para escoliose, é importante esclarecer o que é e porque surge a escoliose.


Pilates para escoliose: o que é e porque aparece a escoliose?

A escoliose é um desvio tridimensional da coluna.  Os corpos das vértebras para além de desviarem para um dos lados, também apresentam rotação e inclinação.

Correntemente, este desvio, mais ou menos acentuado da coluna, denomina-se por «coluna torta». A escoliose pode ou não ser estrutural e implicar um desvio para a direita ou para a esquerda, criando na coluna o efeito de um grande “C”. Pode também apresentar mais do que um desvio, parecendo-se então as curvas com um «S». A escoliose pode ter diversas origens e prognósticos.

Não raras vezes, as causas desta patologia são desconhecidas, tratando-se de uma escoliose idiopática. Independentemente das causas se encontrarem ou não identificadas, é importante manter um olhar atento à progressão da escoliose.

O grau de maturidade esquelética do paciente é um dos factores que determina a evolução da deformidade na coluna escoliótica. Isto é, quanto mais novo é o indivíduo maiores as probabilidades de, até se finalizar o seu desenvolvimento ósseo, ocorrerem maiores desvios na coluna.

A escoliose pode surgir em qualquer idade. No entanto, atendendo à progressão desta patologia, quando ela é detectada em crianças e adolescentes é muito importante intervir rapidamente para travar os desvios na coluna e minimizar o mal-estar que provoca.

“Carregar” esta patologia consigo para todo o lado é muitas vezes um peso na vida dos jovens, que os inibe e impede de socializar sem problemas. O pilates para a escoliose, para além de ser um aliado na correcção postural, tem também um papel importante no  alívio do desconforto psicológico provocado pela doença, uma vez que permite ao praticante melhorar a relação com o seu corpo.

Porque surge a escoliose?

A coluna vertebral está estruturada em 4 zonas: cervical, dorsal, lombar e sacral. Cada uma destas zonas tem uma curvatura bastante bem definida. Com as posturas erradas que muitas pessoas adoptam durante o dia-a-dia, o corpo humano vai-se afastando do seu eixo de equilíbrio, entorpecendo os músculos e debilitando as articulações.

Estas mudanças vão depois acentuar as curvaturas da coluna vertebral, o que faz com que fique mais frágil e susceptível aos traumas e lesões. Podem então surgir desvios patológicos, como a escoliose, a hiperlordose, a hipercifose ou a estenose.

Estes problemas são o reflexo directo do dia-a-dia das pessoas e dos seus muitos erros físicos e posturais, que podem provocar lesões graves, e por vezes definitivas, no corpo humano. Referimo-nos nomeadamente a lesões como hérnias discais e problemas nas articulações, artroses ou calcificações.

Basta que uma das zonas da coluna vertebral tenha maior peso ou carga, para que todo o corpo fique afectado e desequilibrado, sentindo-se  uma grande dificuldade ou até mesmo dor ao movimentar o corpo na realização das tarefas do dia-a-dia.

Características da escoliose

Existem 3 tipos de escoliose, cada qual com as suas características, consequências e sintomas. Apesar de não ser uma lesão letal, a escoliose pode apresentar diversos problemas a longo prazo e afectar gravemente os movimentos do corpo.

Escoliose não estrutural

Este tipo de escoliose é frequente em adolescentes e caracteriza-se por curvas leves, que desaparecem com o crescimento. Pode ser combatida com o auxílio do pilates para escoliose.

Escoliose defensiva

Este tipo de escoliose pode dividir-se em escoliose ciática com irritação das raízes nervosas ou escoliose inflamatória,que surge associada a posturas defensivas por temor da dor, (por exemplo, em casos agudos de apendicite). Pode ser corrigida ou combatida com a ajuda do pilates para escoliose.

Escoliose estrutural

Esta forma de escoliose pode dividir-se em escoliose idiopática e congénita. A primeira é de causa desconhecida e a segunda pode ter origem numa má formação embrionária. O pilates para escoliose pode ajudar a corrigir estas situações.

Como actua o pilates?

O pilates desenvolve todo o corpo, como tal, o pilates para escoliose assume uma especial incidência ao nível da coluna vertebral, sem nunca esquecer a importância de entender o corpo como um todo e promovendo sempre a harmonia entre as diferentes partes. Enquanto método de reeducação e correcção postural e de movimentos, o pilates vai procurar reencontrar o equilíbrio músculo-esquelético perdido com o aparecimento da escoliose.

Além disso, o pilates para escoliose aumenta a mobilidade articular, a flexibilidade e a força muscular, restabelecendo a segurança e a eficácia dos movimentos. Por isso, o pilates para escoliose vai ajudar de forma determinante o corpo a corrigir a sua postura,  erradicando as dores e actuando contra a evolução dos desvios típicos da escoliose.

Para saber mais sobre pilates para escoliose, contacte-nos.

TEMAS RELACIONADOS

Bom professor de Pilates

Como reconhecer um bom professor de Pilates através do uso que ele faz da correcção? Aquele professor que quer mostrar tudo o que sabe cada vez

Aulas de Pilates

As 4 coisas que não deve fazer nas aulas de Pilates O Estúdio Pilates Filipa Mayer celebra este ano o seu vigésimo aniversário. Foram 20 anos

TEMAS RELACIONADOS

Bom professor de Pilates

Como reconhecer um bom professor de Pilates através do uso que ele faz da correcção? Aquele professor que quer mostrar tudo o que sabe cada vez

Aulas de Pilates

As 4 coisas que não deve fazer nas aulas de Pilates O Estúdio Pilates Filipa Mayer celebra este ano o seu vigésimo aniversário. Foram 20 anos